Foto: Capital inicial para negócios: você sabe como calcular?

Categorias: Finanças, Investimento, Negócios,

Capital inicial para negócios: você sabe como calcular?

Postado por • 20 julho 2017

Quem se aventura no empreendedorismo pela primeira vez muitas vezes não sabe por onde começar. Os primeiros passos são muito importantes para definir a sustentabilidade financeira do negócio, mas o destaque fica por conta do capital inicial para investimento. Afinal, você vai precisar de dinheiro para erguer a sua empresa. Mas como definir esse montante?

Na verdade, tudo depende do contexto que engloba os seus objetivos. Cada área de atuação tem necessidades específicas e, por isso, pedem investimentos variáveis. À parte, existem itens que são comuns à maioria dos negócios.

Para um escritório funcionar adequadamente, os gastos serão maiores no começo, mas depois eles se estabilizam. Você deve também fazer a previsão de quanto tempo será necessário para que o negócio consiga se sustentar sozinho. É importante detalhar ao máximo os elementos que se configuram como custos de investimento.

Para te ajudar, separamos alguns itens imprescindíveis em qualquer análise de capital inicial de investimento. Confira a seguir as nossas dicas.

Localização

Embora haja exceções à regra, normalmente um dos gastos essenciais é em relação à fixação de um local para atuação. Um bom ponto comercial deve inspirar confiança e qualidade, além de estar bem localizado para o acesso dos clientes. Embora locais próximos aos centros possam ser mais caros, eles permanecem na rota comercial de milhares de pessoas diariamente. Cabe a você analisar o quanto o seu negócio será afetado ao se estabelecer na região principal da cidade para decidir se compensa investir um pouco mais nessa questão.

Infraestrutura

Também relacionado ao ponto comercial, você precisa garantir uma boa infraestrutura para funcionamento. Isso inclui gastos iniciais com reformas e construções, de acordo com a escolha do local. O ideal é optar por espaços prontos para atuação, o que deve diminuir muito o orçamento para reformas. Analise toda a infraestrutura necessária para o seu negócio funcionar.

Contas fixas

Os gastos mensais também devem ser incluídos nos seus cálculos. Incluímos aqui as contas de luz, água, internet, funcionários e impostos. No primeiro mês principalmente, você deve estar preparado para os custos de instalação – que você provavelmente já incluiu nos gastos de infraestrutura, certo?

Divulgação

Não dá para começar um negócio sem pensar em atrair clientes, então a divulgação é um custo essencial. Os esforços de marketing devem ser ainda mais fortes nos primeiros meses, pois a empresa precisa garantir que o seu nome seja conhecido na praça.

Margem de segurança

Por último, mas não menos importante, atenha-se para o número final do seu cálculo. Tanto os itens citados quanto os elementos específicos da sua área de atuação podem fugir da sua expectativa. Por isso, você deve acrescentar uma margem de segurança para eventuais erros de cálculo ou imprevistos. Afinal, acidentes acontecem e você pode precisar investir mais de uma vez em algum item – quebra ou invalidez de peças, por exemplo. É sempre importante contar com uma reserva para emergências. Uma margem considerada razoável está entre 5% e 10% do valor total original.

Esses cinco itens devem fazer parte de qualquer análise de investimento, mas fique sempre atento às particularidades da sua área. Depois que você tiver planejado o capital inicial do seu negócio, já pode começar a fazer orçamentos. Que tal encontrar o melhor lugar para se fixar?

Quer Receber nossas novidades?

ar