Foto: Como escolher o aquecedor a gás?

Categorias: Administração do Lar,

Como escolher o aquecedor a gás?

Postado por • 26 novembro 2015

Em época de economia de energia, os aquecedores a gás estão ganhando cada dia mais espaço. Seja para o gás GN (natural) ou para o GLP (botijão), aquecer a água do banho e das torneiras a gás tem sido a opção mais econômica e confortável para os consumidores.

Embora nos sistemas convencionais elétricos do tipo “boillers” a água quente seja imediata, o consumo de energia é bem maior. Então, por que não esperar alguns segundos a mais para ver a conta de luz muito menor no inverno? Atualmente os prédios já são construídos com um sistema pronto para a instalação do aquecedor de água a gás e por isso ficou bem mais fácil instalar o aparelho.

Se você mora em casa, precisa se atentar para a questão hidráulica. Além disso, em ambos os casos é necessário analisar os pontos de consumo que deseja utilizar para um melhor aproveitamento. Abaixo, separamos algumas dicas de como escolher o melhor aquecedor de água a gás para você e a sua família.

Dimensione a capacidade do aquecedor a gás
Primeiro você precisa analisar os pontos de consumo para o dimensionamento correto. Quer água quente nas duchas, na banheira, na pia da cozinha e na máquina de lavar? Defina os locais que serão utilizados de forma simultânea para determinar a capacidade do aquecedor. A distância também influencia, já que quanto maior a distância do aquecedor até o ponto de consumo, maior será a perda de temperatura. Veja a tabela abaixo de dimensionamento:

  • 8 litros – 1 chuveiro;
  • 10 a 15 litros –  1 chuveiro e 1 torneira, por exemplo, simultaneamente;
  • 22 a 26 litros – 2 duchas com no máximo 10 litros de vazão e 2 torneiras;
  • 30 a 37 litros – 3 duchas e torneiras, mas as duchas devem ter 10 litros de vazão no máximo.

02

Tipos de aquecedor a gás
Existem dois tipos principais de aquecedor de água a gás.

  • Aquecedor de acumulação: há um aquecimento prévio da água em um reservatório. É mais indicado para quando existe um grande volume de água quente utilizado simultaneamente;
  • Aquecedor de passagem: é o modelo mais popular e não necessita de um reservatório de acumulação. Nesse tipo de aparelho, a água é aquecida no momento em que se abre uma torneira de água quente. Em andares de prédio muito altos, serão necessários pressurizadores para manter a pressão que atenda o aquecedor de passagem.

Tipos de exaustão
Antes de comprar seu aquecedor, você precisa escolher qual será o tipo de exaustão.

  • Exaustão natural: aquecedores desse modelo funcionam à pilha e necessitam de um duto maior. As potências variam entre 8 litros e 22 litros por minuto. O aquecedor não pode ser instalado em apartamentos acima do terceiro andar. É indicado para casa de campo e de veraneio;
  • Exaustão forçada: o aparelho tem uma ventoinha que força a retirada do C02, por isso o nome. Um aquecedor desse modelo tem dutos mais finos, mas sua alimentação é por meio de energia elétrica. O aquecedor com exaustão forçada é mais compacto e moderno, mas não pode ser usado em casas que recebem água direto da rua. As potências variam entre 8 litros e 43 litros por minuto.

Você está pensando em instalar um aquecedor de água a gás na sua casa ou no seu apartamento? Quais as maiores dificuldades que encontrou na hora de escolher o aparelho? Compartilhe sua experiência!

 

Quer Receber nossas novidades?

ar