Foto: Coworking é uma opção de empreendimento para salas comerciais

Categorias: Arujá, Investimento, Mercado Imobiliário, Negócios,

Coworking é uma opção de empreendimento para salas comerciais

Postado por • 15 janeiro 2018

Quem deseja investir em imóveis comerciais tem uma opção diferenciada para lucrar com o mercado imobiliário. A ideia de alugar salas para rentabilizar com dinamismo já existe há algum tempo e atrai empresas que querem gastar menos com o escritório. Estamos falando do coworking.

Existe público para todos os tipos de negócios. No coworking, o público-alvo são os profissionais liberais que buscam um espaço mais acessível para desenvolver suas atividades. Ao transformar uma sala comercial em coworking, o investidor consegue uma demanda diferenciada para ocupar seu imóvel.

É uma maneira inteligente de tanto o proprietário como empresários se beneficiarem estrategicamente no mercado. Também conhecidos como salas comerciais compartilhadas, esses espaços trazem a infraestrutura necessária para o negócio acontecer, ou seja, é necessário que o investidor adapte o lugar propriamente para atrair seu público.

É uma missão extra no investimento que se torna vantajosa: as chances de o imóvel estar ativo são maiores, já que há várias pequenas empresas que precisam de um espaço limitado a baixo custo para funcionar. Isso se reforça ao levar em conta os negócios iniciantes ou liberais que não precisam estar com frequência em um ponto físico.

O compartilhamento de salas comerciais e até itens de luxo é uma tendência que já se instalou na cultura mundial. No Brasil, essa estratégia também cresce cada vez mais, trazendo uma boa demanda de público.

Aluguel convencional x Coworking

Alugar sua sala comercial para uma empresa fixa tem as suas vantagens, mas o coworking também se mostra uma solução interessante. Embora ambas também possuam riscos, são estratégias de negócio que devem estar adequadas com o perfil do investidor.

No aluguel convencional, saber que existe uma empresa pagando o valor que você propôs é uma segurança de que o espaço ficará ocupado durante o tempo do contrato. Mas pode não ser bem assim: se a empresa não estiver estabilizada no mercado, as chances de que ela quebre e abandone o contrato também existem.

Por outro lado, existem sempre novos empresários procurando um espaço para instalar seus negócios e, principalmente no começo das atividades, fica inviável comprar um imóvel. Por isso, eles optam pelo aluguel.

E isso é vantagem também para o coworking. Entre esses novos negócios, nem todos precisam especificamente de um local alugado para o mês inteiro, preferindo os espaços compartilhados.

Para os profissionais liberais e empresas pequenas, trata-se de uma forma de conquistar público na primeira etapa das atividades, sem criar uma responsabilidade com contratos que podem atrapalhar se a empresa por acaso não der certo. O coworking funciona como uma diminuição dos riscos.

Eles se beneficiam também pelo suporte que você deve oferecer na sua sala compartilhada, reduzindo ainda os gastos com infraestrutura. Isso sem contar que, ao interagir com outros profissionais, as oportunidades de negócios são maiores. É o famoso networking.

Você pode usar todos esses benefícios a seu favor na hora de montar o seu espaço compartilhado e divulgá-lo para atrair seu público empresarial.

Gostou da ideia de montar um coworking? Descubra como escolher uma sala comercial com a infraestrutura adequada e saia na frente na oferta de serviços.

E não se esqueça de assinar nossa Newsletter para receber mais conteúdos como este!

Quer Receber nossas novidades?

ar