Foto: Dicas para quem possui animais de estimação em casa

Categorias: Administração do Lar,

Dicas para quem possui animais de estimação em casa

Postado por • 08 setembro 2014

Eles podem ser dóceis, amáveis e queridos pelos seus donos, mas cuidar deles é uma tarefa diária que requer tempo, paciência e dinheiro. Foi-se o tempo em que o cachorro era um dos animais mais apreciados pelas famílias, principalmente para alegrar a vida dos filhos pequenos. A lista aumentou e muito. São gatos, pássaros, esquilos, iguanas, hamsters, camundongos, porquinhos-da-índia, coelhos, peixes e ferrets, que são roedores vindos do estrangeiro e pertencem à mesma família dos furões.

Há pessoas que têm mais de um bicho. Na verdade, podem até ter vários, em casas ou apartamentos. A convivência entre humanos e animais demanda alguns cuidados constantes, como explica a professora e pesquisadora do Departamento de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no Rio Grande do Sul, Marlete Brum Cleff. Segundo ela, a higiene deve ser mais cuidadosa, visto que os animais vão compartilhar os mesmos ambientes que os donos, como cadeiras, sofás e até mesmo a cama. Como alguns desses lugares são mais difíceis de limpar, a sugestão é higienizá-los diariamente.

Convivência harmônica – Os ambientes devem ter ventilação e luz solar para que se mantenham secos e limpos e, assim, combater a proliferação de microrganismos que estão presentes nos corpos dos animais. “A limpeza e o uso de desinfetantes no ambiente é extremamente importante”, orienta a pesquisadora, “mas não podemos esquecer da limpeza de utensílios como pratos, bebedouros, brinquedos, assim como das roupas, cobertores e caminhas dos pets, além de todo cuidado com a higiene do próprio animal, incluindo banho e tosa quando necessários”, observa.

A canadense Kim Johnson, coautora do blog “Desire to Inspire”, com seguidores em todo o mundo, vive com sete gatos na sua casa, em Ottawa, capital do Canadá. Ela sugere que sejam usadas capas para os sofás e para alguns outros móveis mais delicados, feitas de microfibra ou couro. Para lidar com as excreções dos animais há uma infinidade de produtos, como os repelentes, para que o cachorro não faça xixi em certos lugares, e os atraentes olfativos que, como o próprio nome diz, atraem os bichos para que façam suas necessidades em locais definidos.

 

Young beautiful woman at home with her cute dog
 Casa de Kim Johnson, publicada no Ottawa Magazine, mostra alguns dos gatos.  Foto: Dwayne Brown

Contratempos – Você acaba de comprar um sofá, está que não cabe em si de alegria e seu cachorro faz xixi nele. Ou o gato arranha a sua cortina novinha em folha, com danos irreversíveis. Para livrar os donos dos animais de estimação de dores de cabeça há no mercado um leque amplo de opções.

arranhadores_gato

Os arranhadores, como se vê na foto acima, servem para evitar estragos maiores na casa! Há, também, os extratores de pelos, a grama artificial e o tablado sanitário, que evitam excesso de pelo no chão e o contato do animal com o próprio xixi. Claro que não são itens muito baratos, mas é possível encontrar produtos variados que cabem em todos os bolsos, desde que se tenha tempo para procurá-los.

Que animais escolher – De acordo com Marlete Brum Cleff, ao adquirir um bicho de estimação, deve-se informar sobre como eles vivem, seus hábitos alimentares e locais apropriados para que possam habitar. A dica é consultar um profissional da área e cuidar da saúde dos animais, pois eles podem transmitir doenças. “Por isso, reforça-se a importância da orientação profissional. Mas, de forma geral, os cães e gatos precisam sempre ser vacinados e desverminados frequentemente, respeitando os protocolos definidos para cada espécie”, explica.

Apesar de toda a oferta de produtos no mercado, é possível ter animais sem gastar rios de dinheiro. Entretanto, para manter a saúde deles, alguns reais terão que ser reservados. Para Marlete Brum Cleff, o que encarece são os brinquedos, as roupinhas, os petiscos, entre outras coisas, mas isso vai depender da escolha de cada proprietário. Para ela, o afeto conta mais do que os bens materiais. “Em minha opinião é bem mais econômico ter um cuidado permanente, procurando mantê-los o mais saudável possível”, diz.

passaro

Dosar na medida certa – Os pássaros, ainda que em gaiolas, também exigem cuidados, mas são mais simples. “O que você vai fazer diariamente é trocar a água e a ração”, explica a atendente de um grande pet shop em Campinas (SP), Nathalie Machado. No caso dos porquinhos-da-índia, as gaiolas são forradas com serragem e requerem que a forração seja trocada duas vezes por semana.

Uma boa alternativa para manter o ambiente limpo é escolher um lugar onde os animais possam descansar e dormir. São muitos os estilos de casas criadas para eles, desde as mais simples até as mais sofisticadas. E isso vale também para a comida. Uma boa pedida é pôr as vasilhas de comida e água em locais asseados e bem cuidados, para evitar odores. Para quem não tem condições de comprar todos os itens necessários para os cuidados com os animais, pode-se fazer coisas simples, como pôr um jornal em um canto da casa para as necessidades fisiológicas. O mais importante é a higiene.

 

 

 

Quer Receber nossas novidades?

ar