Foto: Diversificar propriedades é importante para o portfólio do investidor

Categorias: Arujá, Investimento, Mercado Imobiliário, Negócios,

Diversificar propriedades é importante para o portfólio do investidor

Postado por • 10 outubro 2017

O mercado imobiliário tem uma boa variedade de opções para quem quer investir. No entanto, podemos separar dois tipos de investidores: aquele que opta por empreendimentos similares e aquele que aposta em diversificar propriedades. Quem faz o melhor negócio?

É comum ver um investidor adquirindo várias propriedades da mesma rua para alugar, por exemplo. A ideia soa quase como um monopólio local, certificando-se que haverá imóveis alugados.

No entanto, não necessariamente esse plano irá funcionar. Depende muito dos imóveis adquiridos, da localização e das condições de infraestrutura, entre outros fatores. Quem aposta sempre em imóveis residenciais, independente se na mesma localidade ou não, está correndo um risco que vale a atenção.

O que acontece se houver uma crise no setor residencial, se houver muita oferta e pouca procura? As chances são de que o investidor ficará sem inquilinos.

No entanto, quem opta por diversificar propriedades ganha vantagem nesse cenário. Enquanto um setor pode estar prejudicado, a outra propriedade pode ter melhores condições para adquirir locadores. É uma questão de diminuição de riscos, ressaltando a segurança na carteira de investimentos.

Quem prefere diversificar propriedades está se precavendo de problemas simultâneos, evitando cenários de recessão para todos os seus investimentos. Se um deles entrar em cenário de crise, não necessariamente todos terão o mesmo problema, deixando uma margem de equilíbrio.

A diferenciação de propriedades permite investir em imóveis de alto risco sem que, em um cenário de crise, o investidor fique desamparado.

E quais são as opções de mercado?

O investidor imobiliário pode adquirir diversos tipos de propriedade. De imóveis residenciais a comerciais, cada tipo de propriedade tem um fim que difere na lei da oferta e da procura.

Residenciais

Os imóveis residenciais são a aposta mais clássica para aluguel. E o motivo é óbvio: sempre haverá demanda. A questão é saber onde há menor oferta e concorrência, já que a todo o momento surge um empreendimento residencial novo.

Além disso, há vários modelos desse tipo imobiliário: casas, apartamentos, quitinetes, flats, duplex etc. Para cada tipo, há um público específico como demanda.

Férias

Outra opção são os imóveis de férias, que podem ser casas na praia, sítios, chalés etc. Como são voltados para o turismo, o sucesso do aluguel depende muito da localização escolhida e tem característica sazonal. A cidade e o tipo de turismo em questão são alguns detalhes que merecem uma boa análise na hora de investir.

Comerciais

Os imóveis comerciais também possuem uma demanda diferenciada, que são empresários e comerciantes. O público específico dependerá do tipo de imóvel, mas o fato é que há sempre negócios à procura de um lugar para se estabelecer.

A vantagem está no fato de que cada vez mais pessoas se arriscam a criar novos negócios e vemos várias start-ups surgindo no mercado.

Existem algumas estratégias e cuidados para trabalhar com cada tipo de empreendimento. O ideal é estudar um projeto de investimento para ver se ele realmente vale o que se propõe.

Referente aos imóveis comerciais, nós podemos ajudar. Baixe o nosso e-book “O que você deve saber para locar sala comercial” e prepare-se para investir nesse tipo de propriedade.

 

Quer Receber nossas novidades?

ar