Foto: Investir na crise: veja quais são as melhores opções

Categorias: Investimento,

Investir na crise: veja quais são as melhores opções

Postado por • 10 janeiro 2017

Com a crise da economia brasileira, investir na poupança já não é tão vantajoso e pode significar a perda de poder de compra. Para não encarar situações como essa, é fundamental escolher as opções mais vantajosas de investimento.

Para quem se prepara e se informa, a crise pode ser, sim, um bom momento para conseguir rentabilidade considerável por meio de investimentos. Ficou curioso para saber como isso é possível? Então, veja quais são as melhores opções para investir na crise.

Tesouro Direto

Uma das características da crise financeira é o aumento da taxa de juros, que diminui o acesso ao crédito. Embora isso gere dificuldades para a maior parte dos consumidores, é possível surfar nessa condição com o investimento certo.

Nesse caso, o Tesouro Direto, especialmente o do tipo LFT, é uma ótima opção. Tratando-se de um investimento de renda fixa, o seu rendimento é atrelado à Selic, a taxa de juros da economia. Assim, em um período de crise é possível multiplicar seus rendimentos.

É uma opção adequada para investidores mais conservadores e também para os que querem aproveitar a situação momentânea.

Certificado de Depósito Bancário

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) também é uma boa opção de investimento porque rende de acordo com o CDI e pode possuir rentabilidade mais elevada, dependendo do tamanho do banco.

Trata-se de uma opção benéfica na crise porque os bancos têm mais dificuldades para captar recursos, oferecendo mais rentabilidade. Há tributação pelo Imposto de Renda, mas o investimento inicial é flexível e o prazo pode ser mais curto.

O investimento em bancos grandes é indicado para investidores conservadores, já que há mais segurança, enquanto o investimento mais rentável em bancos menores é indicado para investidores moderados.

Letras de Crédito do Agronegócio

A Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) é uma opção especialmente vantajosa na crise, já que ela é isenta de Imposto de Renda. Como rende de acordo com o CDI, é uma opção que fica relativamente protegida dos problemas econômicos de uma crise financeira.

Porém, os papéis são mais raros e é preciso desembolsar uma quantia maior para fazer o investimento inicial. Em geral, é indicada para investidores mais experientes e com mais recursos, mas que busquem segurança.

Fundos de investimentos

Os fundos de investimentos funcionam como condomínios, em que os participantes oferecem recursos que são administrados por um profissional. A alocação pode ser feita em fundos de renda fixa ou variável, dependendo do tipo escolhido.

É uma ótima opção para diversificar investimentos e melhorar a rentabilidade da carteira, ainda que na crise. Porém, há o pagamento de taxa de administração e normalmente não há garantias sobre a rentabilidade.

Sendo assim, é uma opção mais indicada para investidores moderados e arrojados, que estão dispostos a correr mais riscos.

Imóveis

Mesmo na crise, o investimento em imóveis continua sendo uma possibilidade especialmente vantajosa. Isso porque, antes de tudo, investir em imóveis significa adquirir um bem que ajuda a construir seu patrimônio.

Além disso, esse investimento é bastante versátil e você pode comprar um imóvel para alugar e viver de renda ou então pode comprar para a revenda. Ao comprar um imóvel na planta, por exemplo, é possível vendê-lo com um preço mais valorizado, gerando rentabilidade.

É indicado para investidores conservadores que desejam viver de renda e também para investidores moderados e arrojados em busca de excelentes oportunidades na crise.

As formas de investir na crise contam com opções tanto para investidores conservadores quanto para os moderados e arrojados. Dentre eles, o investimento em imóveis se destaca pela sua versatilidade, facilidade e potencial de rentabilidade.

Não perca as novidades sobre o mercado imobiliário! Assine a nossa newsletter e receba nossas atualizações em seu e-mail.

Quer Receber nossas novidades?

ar